15.11.06

Contribuição

Pesquisa bibliográfica/documental
Uma pesquisa bibliográfica baseia-se basicamente da coleta de material de diversos autores sobre um determinado assunto. Na pesquisa documental acontece quase o mesmo processo, só que se utiliza um material mais diversificado que pode ser coletado em órgãos públicos ou instituições privadas e na bibliográfica as fontes são de materiais encontrados em bibliotecas.
Segundo Lakatos, “a pesquisa bibliográfica permite compreender que, se de um lado a resolução de um problema pode ser obtida através dela, por outro, tanto a pesquisa de laboratório quanto à de campo (documentação direta) exigem, como premissa, o levantamento do estudo da questão que se propõe a analisar e solucionar. A pesquisa bibliográfica pode, portanto, ser considerada também como o primeiro passo de toda pesquisa científica”.(1992, p.44)
Uma de suas características principais é dar ao pesquisador uma bagagem teórica variada, contribuindo para ampliar o conhecimento e fazer da pesquisa um material rico sobre o assunto, fundamentando teoricamente o material a ser analisado. Assim, faz com que o pesquisador além de ampliar seus conhecimentos, torne-se um leitor na busca e levantamento dos dados e informações.
Todo e qualquer trabalho acadêmico requer um conhecimento sobre os livros, artigos, periódicos de modo impresso, eletrônico, etc, sendo imprescindível um processo metodológico, um certo caminho a seguir, como forma de ser racional e econômica para aquele que realiza a pesquisa. (Souza.2001,p.59)
Esta consulta é realizada em diversos tipos de fontes que podem ser documentais, textuais, cartográficos ou audiovisuais, consiste em analisar o material recolhido para que se saiba se estas informações embasarão e responderão as questões a serem pesquisadas sobre o assunto desenvolvido.
Para Lakatos (1992, p.44) as fases da Pesquisa Bibliográfica compreendem oito fases distintas:
a) Escolha do tema: é o assunto que se deseja provar ou desenvolver
b) Elaboração do plano de trabalho: deve-se observar a estrutura de todo trabalho cientifico. Coletar o material bibliográfico e planejar a introdução, desenvolvimento e conclusão;
c) Identificação: é fase de reconhecimento do assunto pertinente ao tema de estudo para realizar a analise do material bibliográfico;
d) Localização: localizar as fichas bibliográficas nos arquivos das bibliotecas;
e) Compilação: reunião de todo material coletado;
f) Fichamento: transcrever os dados coletados, as fontes de referência em fichas;
g) Análise e interpretação: é a crítica do material bibliográfico e comprovação ou refutação das hipóteses, com base nos dados coletados expondo a sua compreensão;Redação: é a escrita da pesquisa, que pode ser uma monografia, dissertação ou tese.
BIBLIOGRAFIA

LAKATOS, Maria Eva. MARCONI, Maria de Andrade. METODOLOGIA DO TRABALHO CIENTIFICO /4 ed-São Paulo. Revista e Ampliada. Atlas, 1992.

SOUZA, Francisco das Chagas de. ESCREVENDO E NORMALIZANDO TRABALHOS ACADÊMICOS. Um guia Metodológico./2 ed-Florianópolis. Editora da UFSC, 2001.
. http://pesquisabibliografica.vilabol.uol.com.br/conceito.html